Dra. Mariana Maldonado - Ginecologia, Homeopatia, Terapia Sexual

Tamanho é documento?

O tamanho do pênis é um dos grande mitos em Sexualidade e fonte de preocupação e ansiedade de muitos homens. Mas será que faz mesmo diferença?

O tamanho do pênis é um dos grandes mitos em sexualidade e um fator de preocupação e ansiedade para muitos homens. A crença de que homens que têm pênis maiores e mais largos fazem com que as mulheres tenham mais orgasmos contribuem para aumentar a ansiedade daqueles que não possuem tais características. Mas será que o tamanho realmente faz diferença?

Antes de responder a essa pergunta, é necessário compreender um pouco da anatomia dos genitais de homens e mulheres. O tamanho varia? É claro que sim! Assim como temos diferentes números de sapatos e roupas – pois as pessoas são diferentes na altura, tamanhos de pés, cintura, etc – também existem diferentes tamanhos de pênis e de vaginas, determinados basicamente por fatores genéticos.

Qual é o tamanho do pênis considerado normal? Um pênis flácido pode medir de 5 a 10 cm de comprimento, desde o ponto em que ele se encontra com o corpo até a glande (que é a cabeça do pênis). Quando se aplica uma tração manual, ele ainda pode esticar de 2 a 5 cm. Em ereção ele pode alcançar, em média, de 12 a 18 cm. Com um detalhe: o tamanho durante a flacidez não determina o tamanho durante a ereção. Essas medidas podem variar muito de acordo com a população estudada. Alguns estudos mostram que os homens brasileiros estão situados nessa média, não esquecendo as variações, é claro.

Não existe uma definição universalmente aceita para classificar um pênis pequeno. Alguns consideram que um pênis flácido menor do que 4 cm ou ereto com menos de 7,5 cm devem ser considerados pequenos. Entretanto, podemos encontrar homens que tem medidas próximas a esses valores com boa ereção e sem queixas no seu relacionamento sexual. A grande maioria dos homens que acham seu pênis pequeno, na verdade, são totalmente normais do ponto de vista anatômico.

As vaginas não são diferentes. Por serem órgãos com grande capacidade de distensão e elasticidade, elas são capazes de acomodar os mais diferentes tipos de pênis, desde que a mulher esteja suficientemente excitada para permitir a penetração. São raros os casos de incompatibilidade genital (mulheres com vaginas curtas e parceiros de pênis muitos longos), mas podem acontecer.

E na hora da transa? Será que o tamanho é o mais importante? Diversas pesquisas realizadas com mulheres demonstraram que maioria se diz satisfeita com o tamanho do pênis do seu parceiro e que o mais importante não é o tamanho do órgão e sim a estimulação recebida antes, durante e após o ato sexual. Para os que acham que a penetração profunda é o mais importante para disparar o orgasmo na mulher, é bom saber que a parte mais sensível do genital feminino é a que está próxima do exterior, ou seja, a vulva, o clitóris e a entrada da vagina. E para estimular essas áreas não precisa ter o pênis grande!

Como vocês podem perceber, não vai ser o tamanho do pênis nem da vagina que vai determinar o prazer sexual. A química, o toque, o cheiro, as carícias, enfim, a sintonia sexual existente entre o casal é muito mais importante do que o tamanho dos seus órgãos genitais.

Mariana Maldonado
Mariana Maldonado é médica especialista em Ginecologia, Obstetrícia e Sexologia Clinica, além de Pós Graduada em Homeopatia e com Certificado de Atuação na Área de Sexologia em Ginecologia e Obstetricia pela FEBRASGO. Dedica sua carreira à ajudar mulheres de todas as idades nos cuidados com a saúde nas diferentes etapas da vida!
  • antonio carlos

    gostaria de saber quando eu considero uma ejaculação precoce e o que se pode fazer para melhorar essa situação?

  • Dra. Mariana Maldonado

    Olá Antonio Carlos,
    A definição de ejaculação precoce ainda é muito discutida e não há um consenso. De uma forma geral, considera-se ejaculação precoce a ejaculação que ocorre antes do tempo desejado, geralmente após estimulação sexual mínima, podendo acontecer antes, durante ou após a penetração. Só será considerado um problema quando a parceria também não fica satisfeita. Existem vários tratamentos, mas aí é necessário conversar com o médico, ok?

  • dinho

    Dra, existe alguma cirurgia para aumentar o pênis? Até mais! Obrigado

  • Dra. Mariana Maldonado

    Dinho,
    Esse tipo de procedimento é bastante arriscado e de resultado duvidoso, principalmente quando feito por pessoas que não são habilitadas. Sugiro que converse com o seu Urologista para saber da real necessidade de uma cirurgia e do que poderá ser feito, ok?

  • Renato

    Ola Dra. desde já um abraço forte. Sou ouvinte recente do seu programa na rádio tupi, tenho 37anos e quando ouço passo tudo para minha esposa, acho super interessante e maravilhoso o seu carinho e profissionalismo. Parabéns.
    Por favor, tenho aproximadamente 14cm de pênis ereto e gostaria de aumenta-lo alguns centímetros, o que fazer? Existe algo através de exercícios manipuláveis? GRATO

  • Dra. Mariana Maldonado

    Olá Renato,
    Fico feliz que esteja aproveitando ao máximo as informações! Com relação a sua pergunta, NÂO existem exercicios, remédios, aparelhos ou qualquer outro método para aumentar o pênis. Isso é propaganda enganosa. Cuidado!

Outros artigos sobre Sexualidade

Palavra de mulher

Este livro surgiu do amor entre mãe e filha que compartilham alegrias e tristezas do cotidiano. Os 43 capítulos apresentam depoimentos que sintetizam as vozes de muitas mulheres ouvidas nos consultórios, nos trabalhos de grupo e nas palestras realizadas por Maria Tereza (psicóloga) e Mariana (médica ginecologista), junto com comentários e informações sobre os temas abordados.Saiba mais.

Marque uma consulta

Para marcar uma consulta, ligue para 21 2287-2311 / 3681-3040 / 99896-2554 ou preencha os campos abaixo. Em breve, entraremos em contato para confirmar a disponibilidade do dia e horário desejados.

Obrigatório

Obrigatório Email inválido

Telefone obrigatório Telefone inválido

Endereço

Av. N. S Copacabana 1072 sala 705, Copacabana
Rio de Janeiro - RJ
CEP 22060-002

Telefone

21 2287-2311 | 3681-3040 | 99896-2554

Email

dra.mariana@marianamaldonado.com.br