Dra. Mariana Maldonado - Ginecologia, Homeopatia, Terapia Sexual

Novos métodos anticoncepcionais

Está cada vez mais simples decidir quando, como e de que forma ter filhos. Quais são os novos métodos anticoncepcionais que vêm surgindo?

O uso de métodos para evitar a gravidez não é novidade. Plantas naturais, tampões vaginais feitos com coisas que hoje pareceriam estranhas, tipo fezes de crocodilo, linho e folhas amassadas, estão descritos como formas que os antigos egípcios utilizavam para evitar uma gravidez não planejada.

De lá pra cá muita coisa aconteceu. Surgiu a camisinha masculina, o diafragma e nos anos 60, a pílula anticoncepcional, que representou um marco na sexualidade feminina: por ter sido o primeiro método anticoncepcional reversível quase 100% seguro, as mulheres finalmente poderiam curtir o sexo sem o fantasma da gravidez por perto!

Hoje, temos diversas opções de métodos para evitar a gravidez dos mais modernos aos mais antigos. Muitos casais ainda fazem a opção pelos métodos naturais como a tabelinha e o coito interrompido para evitar filhos. Entretanto, eles apresentam um alto índice de falhas, além de não protegerem contra as doenças sexualmente transmissíveis (DST) e do HIV/Aids.

Para quem quer uma proteção mais garantida e moderna, métodos como a camisinha feminina ou masculina (únicos que têm dupla proteção – contra gravidez e DST/HIV), pílulas anticoncepcionais (incluindo a pílula de emergência), injeções mensais, injeções trimestrais e o DIU são excelentes. Nos últimos anos, sugiram outras novidades como o anel vaginal, o adesivo anticoncepcional, o DIU com hormônio e o implante que é colocado por debaixo da pele.

O anel vaginal (Nuvaring) é feito com um material flexível e transparente que após ser colocado dentro da vagina, libera todos os dias pequenas doses de hormônios (estrogênio e progesterona) em quantidade suficiente para proteger a mulher da gravidez. O adesivo (Evra) é bastante semelhante, mas ao invés de ser inserido na vagina é colado na pele. A principal vantagem destes métodos em relação à pílula, é que eles não precisam ser tomados diariamente, além de ter menos efeitos colaterais.

O DIU com hormônio (Mirena) e o implante subdérmico (Implanon) são as últimas novidades para quem quer adiar o momento de ter filhos por mais tempo. Por ser um DIU diferente de todos os outros (ao invés de cobre, contém um hormônio tipo progesterona), Mirena é indicado para aquelas mulheres que desejam aliar os efeitos anticoncepcionais a outros benefícios como o tratamento de doenças como a endometriose ou para reposição hormonal. O Implanon é uma pequena cápsula contendo um dos tipos do hormônio progesterona, que deve ser inserida embaixo da pele do antebraço somente por médicos devidamente treinados e que protege a mulher da gravidez por três anos. Um dos efeitos colaterais destes métodos é a suspensão da menstruação, o que para muitas mulheres é o maior alívio!

Ainda vem mais por aí: anticoncepcionais em spray, anéis vaginais somente com progesterona, injeção trimestral subcutânea, camisinhas masculinas feitas de plástico entre outras novidades estão em fase final de testes clínicos. Mas atenção: todos os métodos têm indicações e contra-indicações. Consulte seu/a ginecologista para que ele/a lhe ajude a escolher qual é o mais indicado para você!

Mariana Maldonado
Mariana Maldonado é médica especialista em Ginecologia, Obstetrícia e Sexologia Clinica, além de Pós Graduada em Homeopatia e com Certificado de Atuação na Área de Sexologia em Ginecologia e Obstetricia pela FEBRASGO. Dedica sua carreira à ajudar mulheres de todas as idades nos cuidados com a saúde nas diferentes etapas da vida!
  • juliana

    Boa noite doutora gostaria de saber onde e se eu posso colocar esse metodo anticoncepicional que se chama IMPLANON. OBRIGADA

  • Dra. Mariana Maldonado

    Olá Juliana,
    Normalmente, quem insere o Implanon é o ginecologista que tem treinado para esse tipo de procedimento. Para saber se vc pode ou não usar, só mesmo através de uma avaliação feita pessoalmente, ok?

  • daniela

    Olá Dra. Mariana,
    Gostaria de saber se é necessário o uso combinado de nuvaring e preservativo. Apenas o nuvaring é eficaz?
    Obrigada

  • Dra. Mariana Maldonado

    Para a proteção da gravidez, o Nuvaring é suficiente, Daniela, mas para proteger vc das DST aí só mesmo a camisinha. Por isso é que o uso combinado é a melhor opção. Assim, vc realmente estará protegida!

  • amanda

    Olá dra! Gostaria de saber se o Nuvaring deixa a mulher gorda. Obrigada!

  • Dra. Mariana Maldonado

    Oi Amanda,
    O que vai deixar a mulher gorda é a “boca nervosa”, ou seja, comer e não gastar! É isso que engorda, não o pobre do Nuvaring ou qualquer outro método anticoncepcional. Isso é mais um mito, ok?

  • Silvia Carla

    Estou mudando do anel vaginal para o adesivo. Sempre utilizei o anel, mas ultimamente ele tem saido frequentemente. Tenho duas perguntas: neste período em que o anel estava saindo ele fazia o efeito normalmente? (obs:não saiu por completo e sempre que aconteceu eu o recoloquei imediatamente) e quais são os efeitos colaterais do adesivo?

  • Marlila

    Dra. Mariana
    Coloquei o DIU Mirena há mais ou menos um ano e a menstruação não veio mais. Mas em compensação tenho periodicamente, dores de cabeça, enjôo,tonturas, sensação de pressão baixa. Um mal estar geral. Fiz uns exames e a taxa de progesterona deu acima do normal. Isso tudo pode ser efeito colateral do Mirena?
    Obrigada!

  • Dra. Mariana Maldonado

    Olá Silvia,
    Se o anel não sai completamente o efeito permanece. Mesmo que saia, ele pode permanecer até 3 horas fora do corpo sem prejudicar sua proteção. Um efeito colateral comum do adesivo é a irritação da pele onde ele é colado, por isso tente alternar os locais, ok?

  • Dra. Mariana Maldonado

    Oi, Marilia
    Acho difícil tudo isso ser efeito do Mirena, pois a atuação dele é local, só dentro do útero. A chance de efeitos sistêmicos é muito pequena, mas de qualquer forma, sugiro que converse pessoalmente com o seu médico sobre o assunto, ok?

  • Maiara

    Bom dia Dra,
    Sou virgem e gostaria muito de começar minha vida sexual, mas morro de medo de acontecer uma gravidez que no momento seria indesejada…a camisinha é segura mesmo?

  • Dra. Mariana Maldonado

    Olá Maiara,
    A camisinha é bastante segura quando usada corretamente e protege das 2 coisas ao mesmo tempo – gravidez e DST. É um ótimo método e deve ser usado sempre. Minha sugestão é que antes de começar a vida sexual, vc consulte o ginecologista para ter as orientações necessárias, ok?

  • ironildes

    Boa tarde Dra, as mulheres que nunca tiveram filhos podem usar o DIU? Quais os riscos?

  • Dra. Mariana Maldonado

    Olá Ironildes,
    As mulheres que nunca tiveram filhos não estão proibidas de usar o DIU, mas esse método não deve ser a primeira opção. Mulheres que nunca engravidaram podem ter mais chances de expulsar o DIU, além de riscos de infertilidade se forem contaminadas por alguma DST. O ginecologista da mulher é a melhor pessoa para avaliar isso, ok?

  • Alma

    Gostaria de saber se o adesivo não é arriscado, pois conheço uma pessoa que engravidou duas vezes, e estava usando o adesivo. E como funciona..
    Ele é tão seguro para evitar a gravidez como a camisinha? E o anel vaginal,é tão seguro quanto a camisinha também?
    Por favor, aguardo resposta.Obrigada

  • Dra. Mariana Maldonado

    Todos os métodos são seguros quando usados corretamente, Alma. Lembrando que nenhum é 100%. Converse com seu médico sobre o mais adequado para vc, ok?

  • kelly Cristina Rocha

    O implanon só pode ser utilizado para mulheres acima de 20 anos ou é liberado para mulheres de todas as idades?

  • Dra. Mariana Maldonado

    Kelly,
    O implante pode ser usado por mulheres de qualquer idade, desde que não tenha contraindicações e isso só mesmo o médico poderá avaliar, ok?

  • Manuela Mesquita

    Coloquei o Implanon há uma semana e estou me sentindo muito inchada. Será que tem a ver com o ele?? Gostaria que a Drª me respondesse pois tenho muito receio de engordar…Obrigada

  • Dra. Mariana Maldonado

    A retenção de líquido é um efeito colateral comum a todos os métodos hormonais, Manuela, mas ela não ultrapassa 2,0kg. Mais do que isso, o problema não será do método, ok?

  • Letícia C

    Boa tarde. Estou utilizando o anel vaginal há 3 dias. Mas ele fica descendo facilmente. Toda hora preciso ir ao banheiro e empurrá-lo para dentro. Isso é normal? Ou será que está acontecendo porque ainda estou menstruada e com o inchaço do útero ele tenta expulsá-lo? O que fazer para isso não acontecer? Obrigada.

  • sandra simone

    Olá! Uso o DIU Mirena há 5 anos e gostaria de saber se é preciso tira-lo e qual remédio devo tomar sem engordar. Obrigada!

  • Samara

    Olá!! Meu implanon está vencido e não tenho condições de tirá-lo agora. Qual método posso usar junto a ele?

  • Dra. Mariana Maldonado

    Oi Leticia,
    Se o anel está saindo facilmente, ele não deve estar bem colocado. Vc deve inseri-lo o mais profundamente possível dentro da vagina. Como ainda está menstruada é possível que ele fique mais escorregadio, mas sugiro que converse com seu médico sobre o assunto, ok?

  • Carmem D

    Olá, comecei a usar Nuvaring e nunca havia usado um método contraceptivo antes. Minha ginecologista disse que a porcentagem de eficácia do primeiro anel é menor que a do segundo. Por conta disso só tive relações com camisinha. Gostaria de saber a partir de quando posso contar com a proteção total do produto contra gravidez. A partir da retirada do 1º anel? A partir da colocação do 2º? Muito Obrigada.

  • Vanessa L

    Olá Dra, e o diafragma? Tenho uma amiga que mandou fazer pois tem medo de usar somente a camisinha. Tem mais informações sobre esse método? Obrigada.

  • Dra. Mariana Maldonado

    Olá Sandra,
    O MIRENA tem validade de 5 anos. Depois desse tempo ele deverá ser retirado ou trocado por outro MIRENA novo. Se não quiser mais usar o DIU, sugiro que converse com o ginecologista para que ele te ajude a decidir qual o método mais adequado para vc. Lembre-se que o que engorda é a “boca nervosa” e não a pílula!

  • Dra. Mariana Maldonado

    Olá Samara,
    Se o seu implante está vencido, então até vc voltar no médico e decidir que outro método vai usar, minha sugestão é que use sempre a camisinha, ok?

  • Dra. Mariana Maldonado

    Olá Carmem,
    Essa informação não é verdadeira. Não existem nenhum estudo que mostre que a eficácia do anel vaginal é menor no primeiro mês, a não ser que ele não seja utilizado corretamente. O anel, assim como a grande maioria dos métodos hormonais, já faz efeito a partir do primeiro dia de uso, ok?

  • Dra. Mariana Maldonado

    Vanessa,
    O diafragma é metodo bem antigo, mas que atualmente é pouco utilizado. Ele é uma uma peça feita de látex ou de silicone que ao ser colocada dentro da vagina antes da relação sexual faz uma “capa de proteção” no colo do útero. Junto com o espermicida é um bom método de barreira. Só que para ter um é necessária a avaliação do ginecologista para saber qual é o tamanho certo, ok?

  • Raphaella

    Olá Dra,gostaria de saber se eu posso usar o adesivo anticoncepcional sem consultar um ginecologista antes? Uso camisinha mas ela me incomoda! Aguardo uma resposta!

  • Dra. Mariana Maldonado

    O que você acha, Raphaella? É claro que NÂO! O uso de qualquer medicamento – e os métodos hormonais também são medicamentos – deverá ser sempre prescrito pelo médico. Afinal, como vc saberá se pode ou não usar? Se ele te fará bem ou mal? Não faça isso por conta própria, ok?

  • Jacqueline

    Olá Dra, tenho varizes e meu angiologista me recomendou não usar pilula. Fiquei interessada no Mirena, mas ele também tem hormônio, será que isso pode me prejudicar? O hormônio dele é como o da pilula? Obrigada!

  • Dra. Mariana Maldonado

    O Mirena é um DIU com hormônio, Jacqueline, mas a ação dele é só local, dentro do útero. Os efeitos hormonais gerais no corpo são mínimos. A princípio ele não irá interferir com as varizes, mas essa avaliação só mesmo o seu ginecologista poderá fazer, ok?

Outros artigos sobre Métodos anticoncepcionais

Palavra de mulher

Este livro surgiu do amor entre mãe e filha que compartilham alegrias e tristezas do cotidiano. Os 43 capítulos apresentam depoimentos que sintetizam as vozes de muitas mulheres ouvidas nos consultórios, nos trabalhos de grupo e nas palestras realizadas por Maria Tereza (psicóloga) e Mariana (médica ginecologista), junto com comentários e informações sobre os temas abordados.Saiba mais.

Marque uma consulta

Para marcar uma consulta, ligue para 21 2287-2311 / 3681-3040 / 99896-2554 ou preencha os campos abaixo. Em breve, entraremos em contato para confirmar a disponibilidade do dia e horário desejados.

Obrigatório

Obrigatório Email inválido

Telefone obrigatório Telefone inválido

Endereço

Av. N. S Copacabana 1072 sala 705, Copacabana
Rio de Janeiro - RJ
CEP 22060-002

Telefone

21 2287-2311 | 3681-3040 | 99896-2554

Email

dra.mariana@marianamaldonado.com.br