fbpx

Blog

Higiene intima e cuidados com a calcinha

O que podemos fazer para cuidar bem dessa parte tão especial do nosso corpo? Saiba porque o manuseio correto das calcinhas é tão importante!

A vagina e a vulva (conhecidas popularmente como “partes íntimas” ou “países baixos”) fazem parte do conjunto dos órgãos genitais da mulher.

Com um formato cilíndrico virtual, a vagina além de servir como passagem para bebê na hora do parto, também recebe e acomoda o pênis durante o ato sexual.

Por ser um órgão interno, ela só pode ser vista com a ajuda de um pequeno aparelho – o chamado espéculo ou “bico de pato”.

A vulva é parte dos órgãos genitais que pode ser vista sem a ajuda de aparelhos. Estão localizados na vulva: o monte pubiano (aquele dos pêlos), o clitóris e o seu capuz (orgão sexual mais sensível da mulher), abertura da uretra (logo abaixo do clitóris), entrada da vagina, hímen (no caso das virgens), grandes e pequenos lábios.

A figura abaixo mostra um desenho da vulva:

Higiene intima e cuidados com a calcinha

Uma higiene íntima adequada é muito importante para manter estes órgãos livres de infecções e alergias. Vale a pena lembrar que o interior da vagina é habitado naturalmente por um batalhão de micro organismos, que formam a flora vaginal natural.

Os lactobacilos (flora de Doderllëin) são os principais componentes desta tropa e têm a função de defender a vagina de infecções e manter o equilíbrio com as bactérias (como a Gardnerella, Streptococus e flora mista) e fungos (como a Cândida) que também moram por lá.

O que fazer para ter uma boa higiene íntima?

  • Não tenha medo de lavar a vulva na hora do banho, fazendo uma boa limpeza com os dedos entre os grandes e pequenos lábios;

  • Dê preferência para os sabonetes com PH neutro ou os glicerinados que não irritam a pele;

  • Sempre que for urinar ou evacuar, o ideal é fazer a limpeza usando água e depois secar suavemente o local com uma toalha ou papel higiênico, preferencialmente sem odor;

  • Se usar papel higiênico, sempre limpar na direção da vulva para o ânus (da frente para trás) e nunca ao contrário;

  • Evite o uso de cremes, perfumes e talcos, pois podem ser muito irritantes e não auxiliam na higiene;

  • Nunca faça uso de duchas vaginais (aquelas que se usavam antigamente para “limpar” a vagina por dentro) sem orientação médica;

  • Elimine de uma vez por todas os protetores diários de calcinhas;

  • Evite usar roupas muito apertadas e calcinhas sintéticas. Os fungos adoram ambientes úmidos e abafados!

Falando em calcinhas, aqui estão algumas dicas práticas de como cuidar bem dessa peça tão íntima do nosso vestuário!

Os 5 cuidados essenciais com a calcinha:

  • Lavar sempre com sabão neutro ou de coco.  Sabão comum ou de máquina, amaciantes e desinfetantes costumam ter muita química que podem ser bem irritantes para a pele e mucosa da região;

  • Depois de lavar, colocar para secar em local fresco e arejado. Nada de deixar secando no banheiro, que é fechado e úmido. Perfeito para os fungos!

  • Não precisa passar o fundo das calcinhas se elas estiverem bem secas;

  • Para o dia a dia, dê preferência as peças íntima com material o mais próximo do 100% algodão, que são mais leves e secam fácil. Isso ajuda a diminuir a sensação de umidade local;

  • Faça uma “limpa” periodicamente nas suas calcinhas. As peças velhas, desgastadas e puídas deverão ser descartadas!

A adoção de medidas simples como estas podem ser muito valiosas. Mas, se ainda assim aparecer algum desconforto ou um corrimento diferente do habitual procure o ginecologista para ser examinada.

Esta é uma parte muito especial do corpo da mulher e merece ser tratada com todo cuidado, amor e carinho!

Compartilhe este artigo

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Uma resposta para “Higiene intima e cuidados com a calcinha”

Os comentários estão desativados.

WhatsApp chat